Fonte: Portal O Bom da Notícia - Foto: Divulgação

Com o resultado da eleição para presidente do Brasil, o mercado imobiliário deve ganhar novo fôlego nos próximos meses. E quem está em busca de um imóvel deve se atentar para o fator que pode levar ao fim do cenário favorável até então ao comprador – e elevar os preços no setor.

Os empreendimentos ensaiam uma recuperação e os novos lançamentos devem ter seus custos impactados em breve. Para quem se planejou financeiramente, a oportunidade é adquirir as últimas unidades do estoque de apartamentos prontos ainda disponíveis no mercado.

De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Julio Flávio Campos de Miranda, o mercado imobiliário e de construção civil deve ter uma nova fase de crescimento em 2019 após o pleito eleitoral. Isto, tendo em vista que o país enfrentava uma crise política e uma pós-crise econômica – esta que, apesar de tudo, Mato Grosso encarou positivamente e considerou 2018 um ano bom para o crescimento da construção civil no Estado.

“O mercado como um todo vê a vitória de Jair Bolsonaro à presidência do país como um cenário positivo. Acreditamos que ele irá fazer as reformas necessárias e diminuirá custos governamentais, o que fará com que sobre verba para investimentos na construção civil, por exemplo. Assim como melhorará a segurança jurídica e irá promover a volta de investidores ao país – tanto internos quanto externos”, pondera.

Conforme explica Julio Flávio, a tendência é de que boas oportunidades de negócios diminuam com o tempo – principalmente, em relação ao preço. Neste viés, o presidente do Sinduscon-MT alerta que o atual cenário é propício para negócios, já que as condições para compra estão favoráveis e os estoques cada vez menores.

“Como no Estado foram lançados poucos empreendimentos nos últimos anos, acreditamos que ocorra uma valorização dos preços – até porque tivemos um aumento nos custos (frete, combustível, insumos e energia, etc). Ao mesmo tempo, temos uma inflação estabilizada, nos menores níveis da história brasileira, bem como taxas de juros baixas. Em contrapartida, temos uma diminuição da oferta e logo terá um grande aumento na procura, o que irá fazer com os preços cresçam também”, ressalta.

Julio Flávio complementa que, atualmente, os imóveis previstos no Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) para construção civil já estão esgotando.

“Estão vendendo tudo o que foi previsto para o ano em nível de FGTS. Acreditamos que a caderneta de poupança também está tendo bons níveis de utilização para financiamento – com taxas de juros muito boas. Sem contar que a previsão em relação aos imóveis é de que, nos próximos anos, voltem a valorizar acima da inflação. Se o cliente tiver com condições, essa é a melhor hora de fazer um investimento”, destaca.

Oportunidade

O diretor comercial da BC Genera e responsável pelo Brasil Beach Home Resort, Bernardo Bonilha, reforça que tal momento favorável está prestes a se encerrar. “De fato, o mercado acredita que os preços dos imóveis irão subir e ainda existem poucas oportunidades para fazer um bom negócio – com condições de financiamento e preços favoráveis. No Brasil Beach Home Resort, este quadro não é diferente”, comenta.

Segundo Bernardo, os bons resultados obtidos em 2018 mostraram reflexos nas vendas de unidades do empreendimento. “Este foi um ano positivo e um dos melhores da história em relação a vendas para o Brasil Beach. Para aqueles que querem concretizar o sonho de adquirir um imóvel, muito além da questão financeira, o empreendimento conta com diferenciais como localização, uma praia artificial particular com 32 mil metros quadrados e um bom custo-benefício em relação ao valor do condomínio e opções de lazer”, sinaliza.

Sobre

Julio Cesar Camacho
CRECI: 4400

Endereço

Rua Adroaldo Pizzini, 1525
Jardim São Pedro
Dourados - MS

Telefone(s)

(67) 98163-2004